2017/07/19

Férias Verão #08

E agora ... uma das coisas importantes destas férias ... o Regresso.

O Regresso ao leite com chocolate sem medida
o Reencontro com a minha chávena de leite



2017/07/18

Férias Verão #07

E estamos a chegar ao fim
Um dos destinos previstos era Tomar, claro para visitar o Convento de Cristo ...

ao contrário dos museus de Beja, dos museus em Espanha (excepto Muxia) ... desperdicio de tempo.
E não, não tem a ver com o "não investimento na cultura" , tem a ver sim com o facto das pessoas que lá estão todos os dias a receber os turistas, estarem somente para cumprir horário.

Não, também não tem a ver com ordenados baixos, tem somente a ver com competência ou não, para o trabalho que fazem e como o fazem ... ganham demais, mesmpo que só ganhem 100€ por mês.


Tirando isso ... havia festa, a Festa dos Templários



E fui ao Borboletário em Constância, se não foram, vão.
Eu já decidi que sempre que lá for quero ir ao borboletário.

Aprendi imenso, a pessoa que nos guia tem uma paixão imensa pelo que fala, pelo que faz e dá gosto ouvi-lo.
Tenho a certeza que sempre que lá for vou aprender mais alguma coisa sobre borboletas


E depois foi o gastar dos dias e das férias.
Não sei porquê, mas quando percebo que as férias estão a acabar deixa de me apetecer ver seja o que for.



2017/07/17

Férias Verão #06

E por fim chegámos a outros dos grandes objectivos destas férias, ir a Santiago de Compostela para "sentir e observar" 

Adorei a simpatia, ninguém nos tratava como "turista para deixar dinheiro", mas sim como convidados.


E aqui ficou mesmo provado, acabou-se a paciência para "pedras", quero mesmo é "pessoas", são essas que me dão gozo.
E agora tenho tentado o traço único que me diverte imenso, as pessoas ficam tortas, mas adoro.






Depois e talvez porque Espanha faz questão que eu mantenha a memória viva sobre a minha opinião muito antiga dos Espanhóis e a sua capacidade em me enganarem.

Assim aconteceu o caricato, fui visitar Muxia, porque seria o fim da peregrinação a Santiago de Compustela (e o que andámos para lá chegar), cheguei lá e ...

apresentam-me a história da pedra partida ao meio por um raio... quando de olha com olhos de ver, descobrimos as impressões das brocas que serviram para fazer o rasgo na rocha
Lá se vai a teoria do raio.

Depois ... temos o leme (em pedra) da Barca ... curioso, também aqui existiam vestigios (à descarada) da intervenção humana e muito actual.

A seguir, uma capela que segundo o que está escrito nos folhetos turisticos, quem lá chega em peregrinação tem os seus pecados perdoados (sem confissão). Pois claro, mas para isso seria necessário que a capela estivesse aberta (penso eu).



E não satisfeitos, ainda fomos a mais um Cabo ... onde (nem vou explicar o resto, porque só o que conto superou todas as expectativas) ... existem "Aseos Publicos", mas ... se queres papel higiénico ... tens uma máquina tal qual as que temos cá para disponibilizar os preservativos, onde se deixares as moedas a máquina simpáticamente disponibiliza umas folhas de papel.

E foi aqui que percebi "Quero Portugal"
E passei pela terra do meu pai Gondar (Minho) para ver a familia, Porto e mais umas tantas.
E a seguir fomos festejar um aniversario a Vila Franca de Xira .


2017/07/14

Férias Verão #05

Ainda andámos por Salamanca, outra maravilha.
Gostava de fazer lá Erasmus, não sei porquê acho que me ia sair bem.

Não tive tempo para desenhos, foi um daqueles sitios que havia demasiado para absorver e o caderno estava a mais.



Passámos para o lado de cá, de vez enquando é preciso ouvir falar Português e andámos pela Guarda


Finalmente consegui ir ver as gravuras de Foz Côa e até tem bancos nas salas, para se estar calmamente a ver os filmes explicativos e a ver as imagens.

E a seguir passámos para Chaves


2017/07/13

Férias Verão #04

Continuando do lado de lá da fronteira, no entanto depois de Sevilha era dificil qualquer localidade conseguir superar o interesse.

Desconfiei disso logo que sai de lá.

Aqui já era muita pedra, e eu gosto muito de pedras, mas desenhá-las estava a custar-me, assim coloquei também a foto
Andámos por Mérida com um teatro Romano onde se conseguiam imaginar as peças que passavam por lá



A seguir fomos para Cáceres, já lá tinha passado, mas não tinha havido tempo, desta vez deu para passear.





2017/07/12

Férias Verão #03

Passámos a fronteira e fomos para uma localidade da qual não tinha qualquer recordação verdadeira.
Porque os poucos segundos que tinha de memória de Sevilha não tinham nada a ver com a realidade que encontrei e ainda bem.

Fiquei fã
a famosa Praça de Touros


E mais uma vez provei que não tenho paciência para desenhos longoooooooooooooos, e muito menos que tenham traçados repetidos, assim fiquei só por um bocadinho da praça.


E para provar que realmente era eu que andava a desenhar alguém se entreve a tirar fotos


Mas depois o que é mesmo bom em Sevilha é tudo aquilo que transpira cultura árabe, e movimento e animação e cor.

Para além disso tem uma caracteristica que me encantou, não é bonita, e árabe e animada só no centro, na baixa ... Não, toda ela é uma peça única sem remendos modernos.

Adorei mesmo



E desconfio que foi neste momento que comecei a perceber que a minha onda não são pedras, prédios, monumentos e afin, mas sim pessoas




2017/07/11

Férias Verão #02

Fomos para Beja, ficámos numa residencial que mais parecia a casa da nossa familia se a minha familia tivesse um grande casarão, claro, mas a sensaão era mesmo essa.
Escolhia-se o quarto conforme os nossos gostos (por exemplo, gosta de ventoinha ou de ar condicionado?, adivinhem o que escolhi)

O pequeno-almoço: o que querem comer e beber?
"- Sei lá, hoje apetecia-me um sumo natural, umas torradas, talvez uns ovos mexidos ... ah e tem doces?"

Fiquei bem impressionada, nos Museus explicam as coisas com alegria e conhecimento, sabem contar histórias e não explicam como se fossem professores, mas sim amigos nossos que conheceram as histórias primeiro do que nós e as estão a partilhar


Toda a localidade está decorada com peças de arte, ou guardas chuvas, ou tapetes a imitar quadradinhos de cochet, ou galos gigantes nas paredes.
Até cartoons nas montras das lojas encerradas.


Claro que não podia perder o túnel onde estavam as borboletas que andei a fazer em origami para ajudar na decoração, ficou fantástico e era um sonho fazer o mesmo na sala lá de casa


E pela minha falha de cultura geral, só agora aprendi que Beja é Pax Julia, um nome muito mais giro



2017/07/10

Férias Verão #01

Como serão vários dias de "férias" optei por esquecer títulos.

E então vamos comecei pela Aldeia da Terra, e fui mesmo a tempo porque aquela maravilha de espaço foi encerrada 2 dias depois.
Mantem-se o desinteresse da Câmara de Arraiolos em manter aquele espaço fantástico.

Como tinha muito detalhe para observar não conseguia desenhar, demasiada coisa para absorver em tão pouco tempo, mas mesmo assim deixo algumas fotos do espaço (muito poucas comparado com o nr. de fotos que tirámos)














Não reduzi o tamanho das fotos porque existe muito detalhe que vale a pena observar




As ideias que daqui surgiram para o Presépio de 2017, nem imaginam

2017/07/05

almoço

uma pessoa destacou-se pelo amarelo fantástico que vestia


o objectivo era cada rosto, pessoa ser feito com traço único

Estou a gostar desta maneira de riscar

2017/07/04

as noites quentes são tão boas

podemos andar descalços na rua, andar com os pés dentro de água, deitar no chão, ver as estrelas, ouvir as rãs, ...


2017/07/03

um almoço especial


um sitio fantástico, com música, com árvores e flores, permite a presença de cães bem-educados, não hipótese de escolha e não é preciso pedi nada



2017/06/30

2017/06/28

Retomados os espectáculos de Cavaquinho

depois de mais de uma década de intervalo

Actuação a festejar a abertura da época de "Campismo de Verão"


espectadores não faltavam e todos muito conversadores


2017/06/27

teatro e autografos

Fui ao teatro

Escola de Teatro do Colégio Santo André - Venda do Pinheiro

O Mordomo era uma pérola.


O Inspector é o "da casa"

Autógrafos pelos artistas

O Candeeiro de sala para encerrar a noite.